Informações genéricas sobre os terminais e berços administrados pela CODESA. Maiores detalhes podem ser obtidos na COORDENAÇÃO DE PROGRAMAÇÃO (CODPRO).

Canal de Acesso

Comprimento:7.500 m
Largura Máxima:215 m
Largura Mínima:75 m
Maré Média:1,04 m
Calado Máximo:10,5 m
Navio: Tipo Panamax



Bacia de Evolução

Raio:150 m
Calado: 10,50 m
 

  

 

1 - Cais comercial de Vitória

2 - Capuaba

3 - CODESA

4 - Paul - Peiú

5 - Paul

6 - Terminal Flexíbrás/Technip

7 - Prysmian

8 - CPVV

9 - São Torquato

10 - Dolfins do Atalaia


1- Cais comercial de Vitória

4 berços de atracação, voltados para movimentação de diversos tipos de carga, inclusive embarcações de atendimento a plataformas de petróleo (supply boats) (1).

Extensão: 776m
Calado: 5,90m a 9,5m
Prédio administrativo.
Área de pátio e armazéns cobertos.
Acesso rodoviário.

 
2/3- Cais de Capuaba

Composto pelo TVV (2) (Terminal de Vila Velha – arrendado para LOG.IN S/A), com 2 berços, e o terminal da CODESA (3), com 2 berços, que operam: contêineres, navios roll-on roll-off, mármore, granito, produtos agrícolas e carga geral,  com 8.000 m2 de armazéns e 100.000 m2 de pátio, além de retroporto com área de aproximadamente 248.000 m2.

Extensão: 774m
Calado: 10,67 m
Prédio administrativo.
Acesso rodoferroviário.


4/5- Cais de Paul

2 berços, com um berço arrendado à PEIÚ S/A (4), com área de 30.860 m2 para movimentação de granéis sólidos, e um pertencente à CODESA, área total de 12.265,08 m2 (5), operando, principalmente ferro-gusa.

Extensão: 420m
Calado: 10,67 m
Acesso rodoferroviário.


6- Terminal Flexibrás/Technip (arrendado)

Fabricação e embarque de tubos flexíveis e materiais diversos para atividades offshore (6).

Extensão: 145m
Calado: 6,71m
Boca: 30m


7- Prysmian (privativo)

Fabricação e embarque de cabos umbilicais (7).


8- Terminal CPVV (privativo)

Suporte para operações offshore para o mercado de petróleo e gás (8).

Extensão: 250 m
Calado: 10,5 m 
Área : 54.868 m²

 
9- Terminal de granéis líquidos de São Torquato

Destinado a movimentação de derivados de petróleo e álcool, recebe navios de até 145 m (9).

Extensão: 145m
Calado: 6,71m

 
10- Dolfins de Atalaia

É um terminal para operações com granéis líquidos capaz de receber navios de até 180 m (10).

Calado: 9,67 m
Sobrecarga: 6,0 t/m2
Acesso rodoferroviário.

 
 

» Barra do Riacho

Pertence à CODESA, contendo o terminal privativo que opera celulose em fardos, sal, madeira (PORTOCEL), e em construção o terminal da PETROBRÁS (Transpetro) para escoamento de GLP e gasolina natural.

Extensão: 430m
Calado : 12m
Bacia de evolução: 180m
Tipo de estrutura: Cais sobre tubulões
Acesso rodoferroviário


» Praia Mole

Infraestrutura de proteção e acesso aquaviário pública. Possui um terminal para produtos siderúrgicos operado pelo condomínio CST Arcelor Mittal, USIMINAS e Gerdau, e terminal de carvão operado pela CVRD.

Comprimento: 730 m (berços 01 e 02) e 300 m (berço 03)
Calado: 15,5 m a 16 m
Acesso rodoferroviário.


 

 

 

 

 

Codesa Companhia Docas do Espírito Santo - Av. Getúlio Vargas 556 Centro ES Brasil - CEP 29010-945